Questões comentadas – Residência SESAB (Parte 3). Por: Natale Souza

0

Vamos continuar nosso treino em Saúde Coletiva? Agora partiremos para a terceira parte dos comentários das questões de conhecimentos gerais – temas comuns a todos os cargos – da prova da Residência da SESAB/Ba. Vamos lá? 

Questão 08 (Peso 0,75) A bioética se constitui numa área do conhecimento que contribui para que possamos refletir acerca das “[…] possíveis implicações (positivas ou negativas) dos avanços da ciência sobre a vida […]” (POTTER, 1970 apud UNA-SUS, 2011, p.8). Dessa forma, sugere que deve haver uma ligação importante e necessária entre as culturas científica e humanística (UNA-SUS, 2011). Em relação aos princípios da bioética, analise as assertivas e identifique com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) O princípio da autonomia se refere à capacidade de autodeterminação de uma pessoa, pelaqual ela pode gerenciar sua própria vontade.

( ) Pelo princípio da justiça é preciso respeitar com imparcialidade o direito de cada um e, sendo assim, anula-se a ideia de equidade em saúde.

( ) O princípio da autonomia e não o da beneficência deve ser respeitado em primeiro lugar, considerando que cada pessoa sabe o que é melhor para si própria.

( ) Pelo princípio da beneficência, sempre que o profissional propuser um tratamento a um paciente, ele deverá reconhecer a dignidade do paciente e considerá-lo em sua totalidade. A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é

  1. A) V V F F
  2. B) V F V F
  3. C) V F F V
  4. D) F F V V
  5. E) F V V F

Comentários:

Assertiva I – Verdadeira. Está de acordo com o princípio da autonomia.

Assertiva II – Falsa. O princípio da justiça equipara-se ao princípio da equidade quando busca tratar os desiguais no âmbito da sua desigualdade.

Assertiva III – Falsa. Não ocorre de forma absoluta como traz a assertiva. Há de se analisar cada caso.

Assertiva IV – Verdadeira. Uma descrição perfeita sobre o princípio da beneficência.

Resposta: C

Questão 09 (Peso 0,75) No setor saúde, os indicadores da qualidade são agrupados em três categorias principais: estrutura, processo e resultado. Tais “[…] indicadores podem avaliar o estado de saúde de uma população ou o desempenho dos serviços de saúde; a soma destas duas informações permite conhecer a situação sanitária de uma população” (VALENZUELA, 2005 apud SOLLER; RÉGIS FILHO, 2011, p. 595) e, portanto, melhor planejar as ações em saúde. Sobre o monitoramento dos indicadores de estrutura, processo e resultado, é correto afirmar que

  1. A) os efeitos dos cuidados prestados, anteriormente, à saúde do paciente e da população são avaliados pelos indicadores de processo
  2. B) os indicadores de processo devem contemplar, em sua avaliação, os recursos materiais, humanos e da estrutura organizacional do serviço de saúde.
  3. C) os indicadores de resultado devem avaliar as atividades de cuidados realizadas para com o paciente, contemplando, dessa forma, as técnicas operacionais.
  4. D) as atividades do paciente buscando o cuidado e dos profissionais de saúde ofertando tais ações de cuidado devem ser avaliadas pelos indicadores de resultado.
  5. E) os indicadores de estrutura avaliam os atributos dos locais nos quais o serviço é prestado, observando aspectos como conveniência, conforto e privacidade.

Comentários:

Alternativa A. Incorreta. Os indicadores de Resultado: avaliam os efeitos dos cuidados prestados anteriormente na saúde do paciente e da população e, ainda, o grau de satisfação do paciente e do prestador.

Alternativa B. Incorreta.  Estrutura organizacional não é contemplada no âmbito dos indicadores de processo.

Alternativa C. Incorreta. As técnicas operacionais são contempladas nos indicadores de processo.

Alternativa D. Incorreta. A avalição quanto ao processo inclui as atividades do paciente buscando o cuidado, bem como as atividades do médico dando o diagnóstico e realizando o tratamento;

Alternativa E. Correta. Estrutura: avalia os atributos dos locais nos quais o serviço é prestado, levando em consideração conveniência, conforto, silêncio, privacidade e assim por diante. Inclui recursos materiais (instalações, equipamentos e dinheiro), recursos humanos (número e qualificação dos profissionais) e recursos da estrutura organizacional (profissionais de saúde, métodos de reembolso);

Resposta: E

Questão 10 (Peso 0,75) Os chamados modelos assistenciais em saúde podem ser definidos como “[…] combinações de tecnologias (materiais e não-materiais) utilizadas nas intervenções sobre problemas e necessidades sociais de saúde” (SILVA, 2007, p. 45). No Brasil, observa-se que, ao longo do tempo, emergiram diferentes propostas que vão desde as campanhas sanitárias da Primeira República até os recentes modelos de Vigilância em Saúde. Sobre os modelos assistenciais em saúde, é correto afirmar que

  1. A) o modelo sanitarista demonstra ser o mais resolutivo quando se trata da prestação de uma atenção com qualidade, efetividade e equidade à população.
  2. B) o modelo de Vigilância da Saúde propõe o fortalecimento das ações de vigilância, em detrimento das ações de prevenção de riscos e de recuperação da saúde.
  3. C) no modelo tecno-assistencial brasileiro, os serviços hospitalares de maior complexidade funcionam como “porta de entrada” preferencial do sistema de saúde.
  4. D) o modelo proposto pela Estratégia Saúde da Família inclui ações territoriais, enfatizando atividades educativas e de prevenção de riscos e agravos específicos.
  5. E) o modelo médico hegemônico, centrado no atendimento de doentes, se mostra o mais efetivo para uma atenção comprometida com as necessidades prioritárias em saúde.

Comentários:

Alternativa A. Incorreta. O modelo mais resolutivo e que contempla qualidade, efetividade, equidade, além da integralidade é de vigilância da Saúde.

Alternativa B. Incorreta. O modelo de vigilância propõe o fortalecimento das ações de vigilância, SEM detrimento das demais ações.

Alternativa C. Incorreta. Já sabemos que a atenção básica é a nossa porta de entrada preferencial no âmbito do SUS.

Alternativa D. Correta. A alternativa está alinhada com os conceitos incorporados pelo modelo de estratégia de saúde da família.

Alternativa E. Incorreta. É uma alternativa sobre a qual não cabem maiores comentários.

Resposta: D

Questão 11 (Peso 0,75) Em relação aos conceitos da Epidemiologia enquanto ciência e eixo da saúde pública, analise as assertivas e identifique com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) O controle tem o objetivo de reduzir a níveis mínimos a prevalência de determinadas doenças e dessa forma impedir a ocorrência de epidemias.

( ) A prevenção visa o emprego de técnicas específicas de tratamento, a fim de impedir que os indivíduos possam manter ou não agravar seu estado de saúde.

( ) A erradicação consiste na não ocorrência de doença após implantadas as medidas de prevenção, mesmo na ausência de quaisquer medidas de controle.

( ) A distribuição é o estudo da variabilidade da frequência das doenças de ocorrência em massa, em função de variáveis ambientais e populacionais, ligadas ao tempo e ao espaço. A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é

  1. A) V V F V
  2. B) V F V F
  3. C) F V F V
  4. D) F F V V
  5. E) F V V F

Comentários:

Assertiva I- Falsa. CONTROLE, quando relacionado a doenças, significa operações ou programas desenvolvidos para eliminá-las ou para reduzir sua incidência ou prevalência; ou ainda atividades destinadas a reduzir um agravo até se alcançar um determinado nível que não constitua mais problema de saúde pública

Assertiva II – Falsa. A prevenção não necessariamente emprega técnicas de tratamento.

Assetiva III – Verdadeira – Erradicação: refere-se à aplicação de medidas populacionais voltadas a se conseguir uma situação de erradicação da doença. Ou seja, aquela na qual não somente foram eliminados os casos, mas também as causas da doença, em especial, o agente.

Asserttiva IV – Verdadeira. Distribuição é entendida como “o estudo da variabilidade da frequência das doenças de ocorrência em massa, em função de variáveis ambientais e populacionais ligadas ao tempo e ao espaço” (ALMEIDA FILHO e ROUQUAYROL, 1992).

Resposta: D

Questão 12 (Peso 0,75) No contexto quase sempre complexo do trabalho em serviços de saúde, a liderança está entre as habilidades mais importantes e desejáveis. Dessa forma, é essencial aos profissionais de saúde, que estes sejam dotados não somente do saber técnico específico da sua área de atuação, mas também, de instrumentos de gestão e liderança (SIMÕES, 2010). Em relação à liderança no trabalho em serviços de saúde, analise as assertivas e identifique com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) Uma liderança efetiva nos serviços de saúde pode contribuir para a reorganização da atenção e o do trabalho em saúde, contribuindo para a resolutividade das demandas.

( ) As ações de educação permanente voltadas para a temática da liderança devem ser ofertadas exclusivamente aos gestores em saúde, pelo caráter próprio de sua atuação.

( ) A comunicação e a interação humana assumem papel secundário nesse contexto, sobretudo considerando o caráter de objetividade, exigido para o exercício da liderança.

( ) Para o exercício de uma liderança eficaz, é fundamental aliar as características pessoais e o desenvolvimento de habilidades referentes às dimensões organizacional e interpessoal. A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é

  1. A) V F F V
  2. B) V V F F
  3. C) V F V F
  4. D) F F V V
  5. E) F V V F

Comentários:

Assertiva I – Verdadeira – Uma descrição bem detalhada sobre a importância da liderança nos serviços de saúde.

Assertiva II – Falsa – A palavra “exclusivamente” já nos faz desconsiderar a questão.

Aguarde a parte 4.

Beijos e queijos,

Muita paz,

Professora Natale Souza

Mestre em Saúde Coletiva pela UEFS. Servidora pública da Prefeitura Municipal de Salvador. Coach, Mentora, Consultora e Professora na área de Concursos Públicos e Residências. Graduada pela UEFS em 1998, pós-graduada em Gestão em Saúde, Saúde Pública, Urgência e Emergência, Auditoria de Sistemas, Enfermagem do Trabalho e Direito Sanitário. Autora de 02 livros – e mais 03 em processo de revisão: – Legislação do SUS – vídeo livro ( Editora Concursos Psi); Legislação do SUS – Comentada e esquematizada ( Editora Sanar). Aprovada em 16 concurso e seleções públicas (nacionais e internacionais) dentre elas: – Programa de Interiorização dos Profissionais de Saúde – MS – lotada em MG; – Consultora do Programa Nacional de Controle da Dengue (OPAS), lotada em Brasília; – Consultora Internacional do Programa Melhoria da Qualidade em Saúde pelo Banco Mundial, lotada em Brasília; – Governo do estado da Bahia – SESAB – urgência e emergência; – Prefeitura Municipal de Aracaju; – Prefeitura Municipal de Salvador; – Professora da Universidade Federal de Sergipe UFS; – Governo do Estado de Sergipe (SAMU); – Educadora em Saúde mental /FIOCRUZ- lotada Rio de Janeiro.

Estudando para concursos da área da Saúde? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e mais de 27 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

Matricule-se!

garantia-de-satisfacao-30

 

Deixe uma resposta