Esquemas e resumos sobre Infecção do Trato Urinário Relacionado à Assistência à Saúde (ITU-IRAS)

0

 

Olá amigo(a) concurseiro(a), hoje estamos aqui no Gran Cursos Online para trabalhar com esquemas e resumos sobre as infecções do trato urinário relacionado à assistência à saúde. Essa temática é muito cobrada em provas, e você não pode esquecer-se dessas recomendações que estão no Manual da ANVISA de 2017 “Medidas de Prevenção de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde”.

Primeiro lembre-se de que as principais IRAS são:

Observe que as ITU-RAS podem ser reduzidas, pois têm:

Vamos aos critérios de ITU Assintomática

Em geral, as bacteriúrias não devem ser tratadas, salvo em situações especiais, nas quais o médico assistente considere importante instituir tratamento. Um exemplo é a ITU assintomática na gestação, que deverá ser tratada. Além disso, devem ser tratados os transplantados de rim, crianças com refluxo vesicoureteral, pacientes com cálculos infectados; e pacientes submetidos a cirurgias urológicas deverão ser avaliados para possível tratamento.

 Em geral, as bacteriúrias não devem ser tratadas, salvo em situações especiais, nas quais o médico assistente considere importante instituir tratamento. Um exemplo é a ITU assintomática na gestação, que deverá ser tratada. Além disso, devem ser tratados os transplantados de rim, crianças com refluxo vesicoureteral, pacientes com cálculos infectados; e pacientes submetidos a cirurgias urológicas deverão ser avaliados para possível tratamento.

Verifique as indicações do uso do cateter urinário de acordo com a ANVISA:

 Fique atento às principais observações na técnica de inserção do cateter urinário

  • Inserção da sonda com luva estéril;
  • Realizar a antissepsia da região perineal com solução padronizada, partindo da uretra para a periferia (região distal);
  • Introduzir gel lubrificante na uretra em homens;
  • Lubrificar a ponta da sonda com gel lubrificante em mulheres;
  • Observar drenagem de urina pelo cateter e/ou sistema coletor antes de insuflar o balão para evitar lesão uretral;
  • Fixar corretamente o cateter no hipogástrio no sexo masculino e na raiz da coxa em mulheres (evitando traumas);
  • Utilizar cateter de menor calibre possível para evitar trauma uretral.

Cateteres de silicone mostram menor tendência para apresentar incrustações.

Atenção! O balonete deve ser preenchido com água destilada e não com SORO FISIOLÓGICO!

Vamos conhecer as práticas básicas para evitar ITU relacionada ao uso de cateter de acordo com a ANVISA?

 

Estratégias especiais para prevenção de ITU-Associada a um Cateter (AC)

Estratégias que NÃO devem ser utilizadas para prevenção:

  1. Não utilizar rotineiramente cateter impregnado com prata ou outro antimicrobiano;
  2. Não monitorar rotineiramente bacteriúria assintomática em pacientes com cateter;
  3. Não tratar bacteriúria assintomática, exceto antes de procedimento urológico invasivo;
  4. Evitar irrigação do cateter:
  5. Não realizar irrigação vesical contínua com antimicrobiano;
  6. Não utilizar instilação rotineira de soluções antisséptica ou antimicrobiana em sacos de drenagem urinária;

III. Quando houver obstrução do cateter por muco, coágulos ou outras causas, proceder a irrigação com sistema fechado;

  1. Não utilizar rotineiramente antimicrobianos sistêmicos profiláticos;
  2. Não trocar cateteres rotineiramente;

 

– Pacote de Medidas para Prevenção de ITU- AC 

Finalizamos este artigo com as principais informações com relação a essa temática. Não se esqueça de continuar nos acompanhando no site do Gran Cursos Online, pois queremos contribuir com a sua aprovação.

_______________________________________________________________

Fernanda Barboza é graduada em Enfermagem pela Universidade Federal da Bahia e Pós-Graduada em Saúde Pública e Vigilância Sanitária. Atualmente, servidora do Tribunal Superior do Trabalho, cargo: Analista Judiciário- especialidade Enfermagem, Professora e Coach em concursos. Trabalhou 8 anos como enfermeira do Hospital Sarah. Nomeada nos seguintes concursos: 1º lugar para o Ministério da Justiça, 2º lugar no Hemocentro – DF, 1º lugar para fiscal sanitário da prefeitura de Salvador, 2º lugar no Superior Tribunal Militar (nomeada pelo TST). Além desses, foi nomeada duas vezes como enfermeira do Estado da Bahia e na SES-DF. Na área administrativa foi nomeada no CNJ, MPU, TRF 1ª região e INSS (2º lugar), dentre outras aprovações.

_____________________________________________________________________


Estudando para concursos da área da Saúde? Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros!

Deixe uma resposta